Resenha – Little Joy em “Little Joy”

Banda Little JoyOlá pessoas!

Sigo com a promessa de manter minha meta de posts por ano, e sigo também com as ótimas sugestões que me fazem. Dessa vez, sugestão da @flatoliveira, pessoa super verdadeira e ótima jogadora de RPG Online. Além de, claro, ter um ótimo gosto musical. Como também gosto da banda, vamos ao que interessa.

Aviso: Se quiser ler só um resumo da resenha toda, o último paragráfo é o que recomendo.

Falando brevemente da banda: em 2007, Moretti (bateirista do Strokes) juntou-se com Amarante (ex Los Hermanos) e com a multi instrumentista Binki Shapiro e lançaram o cd em questão em 2008. Bem, imaginem a mistura que os rapazes mais uma multi instrumentista podem fazer. Tinha tudo pra sair uma mistura muito ruim ou muito boa. Preciso dizer que a segunda opção é a resposta? Mas vamos ao cd, ok?

O começo das onze faixas é com “The next time around”. Aqui já fica clara a larga influência de Amarante nas faixas. Ares praianos na música, até com tons que lembram o uso do ukulele (aquela “viola” havaina). Também ares romanticos
na letra. Já a segunda fica em algo mais tradicional, algo mais rockzinho mesmo. Guitarra em destaque, junto com naipes de metais bacanas. O vocal de Amarante é doce, ainda mais auxiliado pelos backvocals de Binki. Moretti faz a
bateria simples ser a coisa mais perfeita. “Play de part”, trilha 3 do cd, é mais melancólica. Sem percussão, tem violão arpejado e backvocals agradabilissímos por parte de Moretti e Binki. Ai vem uma das mais famosas. “No one’s better sake” tem novamente aquela levada praiana. Gosto da levada animada e com um pouco de teclado (sintetizado?) que tem um tom de festa nela. Depois, Binki faz o vocal em “Unattainable”. A voz dela é super suave, e lembra um pouco a faixa “Play de part”, só que com um instrumental mais trabalhado. E o meio do cd é marcado por uma música de bateria levemente quebrada, com ares também melancólicos. “Shoulder to Shoulder” conta com mais percussão que a maior parte das músicas até agora. E é uma das mais tristes também.

“With Strangers” começa também com ares melancólicos, mas dessa vez pelos efeitos na música. O vocal parece sair de um rádio e o tom é mais grave. O backvocal é mais grave, dando aquele tom quase de música de boteco. E agora a que creio ser a mais famosa. “Keep me in mind” é um verdadeiro Hit e, na minha visão, uma das que menos tem cara do Amarante (pelo menos se comparada ao resto do cd). Agitadinha, ares quase de balada (sim, já ouvi ela numa balada ai), tem o título como refrão e é difícil alguém não cantar “Keeeep me in miiiiiiiind”, dando uma boa desafinada. Guitarra ritmada, baixo mais destacado, bateria mais consistente e aparente. O vocal quase rouco de Amarante ajuda a música.  Outra bem animada é “How to hang a Warhol”, que também tem uma carinha mais rock, grave mais animada, sendo bem leve. Dá vontade de sair andando com os amigos, rindo e se divertindo sem esquentar com o amanhã. Ai vem a  penúltima, “Don’t watch me dancing”, com a voz de Binki mais baixinha, suave e grave que nas outras. Música de final de baile, mas aqueles legais, que o casal principal fica sozinho na pista se encarando, tomando coragem para o beijo. E os meninos cantando baixo, quase de fundo na música, ficou perfeito. O cd fecha com “Evaporar”, que começa com cordas bem agudas e um baixo láááááá no fundo. O vocal em português auxiliou num ar mpb quase bossa-nova, só que sem percussão.

Em um cd curto, de 31 minutos, fica claro que Amarante domina as influências da banda, mas não quando falamos dos hits. “Keep me in mind” e “No one’s better sake” tem uma mescla bem feita das três influências e espero que eles apostem mais nessa vertente. Do contrário, serei incapaz de não compará-los ao los hermanos. Falando do cd mesmo, e não da minha birra com o Amarante, é consistente, coerente e criativo. Tem cara de Twee-pop, mas não o é. Pro cenário brasileiro, é quase sem importância, mas pro internacional mostra que a melancolia da praia também pode ter guitarra e frequentar as ruas de uma cidade. Agradeço novamente a @flatoliveira por me lembrar dessa minha birra particular quando músicos dominam ótimas mentes. No myspace só tem 3 músicas desse cd.

MySpace – Little Joy

“Something changes when she glances / Enough to teach you what romance is / With the right step they try their chances / Somewhere else” (Don’t watch me dancing – Little Joy)

See Ya

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s