Resenha – The Alice Rose em “All Haunt’s Sound”

Olá leitores!!

Quase no fim do dia eu apareço aqui com a resenha do dia. Eu não ia deixar vocês na mão justo hoje, que faltam só dois dias pra esse blog comemorar o primeiro aninho de vida. Talvez eu apronte alguma coisa, fale não só de música, mas a música continuará sendo o foco aqui. E no caso, hoje, falarei da “The Alice Rose”. Os texanos acabaram de lançar o cd “All Haunt’s Sound”, e como eu descobri a banda esses dias e não tive como ouvir o cd antes do momento dessa resenha, irei fazê-la de primeira impressão. Me perdoem caso eu seja injusta no faixa-a-faixa.

“She did command” é animadinha e abre o cd, com uma cara de indie-pop clássico. Os mais chatos diriam que é um emo disfarçado devido aos vocais, mas eu considerei um som normal. Não tem nada que chame atenção de imediato. A segunda é “Waste Away”, que mostra um som mais trabalhado e mais interessante, ainda que fique no trio guitarra/baixo/bateria. Parece ter bem no fundo um violão, mas o legal mesmo é a levada. Da vontade de sair caminhando a noite cercado de amigos. A faixa 3 é “Agony Aunt”, que começa com uma tensão que se resolve numa guitarra super leve sobposta numa guitarra riffada. O ritmo parece ser meio quebrado e tem um vocal decrescente em alguns momentos que ficam bem legais. Parece que agora eles apareceram com sintetizadores e/ou gaita e orgão. “Maybe a ride” é a trilha quatro e tem carinha de trilha de filme/seriado. Agitadinha, mas romântica com quase toda certeza. Música simples, mas ainda assim interessante. A música “Lady Lion” é a quinta trilha, e também não surpreende. A pegada teria algo mais folk, mas tem guitarra demais para isso. E chegamos ao meio do cd curtinho com “Slumberella”. A levada mais popzinha torna essa banda algo agradável a muitos ouvidos.

Chegamos a sétima obra, “It’s all allowed”. Um pop viciante, certamente, naqueles mais comerciais que podemos ouvir. Mas também, nada de novo. Lembra-me um Click Five mais agitado. Temos um violão bem legal em “Rags of Autumn”, unido a um piano que mantem a cara pop junto ao vocal. Bem romântica também. Uma levada mais triste com um violino aparecem na nona música.”I know your ghost” vai ficando um pouco mais animada com o decorrer da faixa. “Easter Anne” tem violão fofo, piano igualmente animado e backvocals que auxiliam naquele clima de indie-pop fraldinha. A penúltima é “There’s no one in there” e se difere um pouco por ter um baixo um pouco mais pronunciado no inicio, além da distorção. E fechamos ese cd curtindo, fofo e muito bom com “Black Tide”. De novo violão e vocal baixo começando a música. O piano e a guitarra aparecem, e depois a bateria. Sinceramente, novamente nada de novo.

Temos aqui uma banda de 2006, misturando o pop com o indie, mas pesando a mão no primeiro. Sem cd para download gratuito, mas vale ouvir apenas por ser um pop de ótima qualidade e muito fofo.

MySpace – The Alice Rose

E sem trecho de música deles… Oh, droga!

See ya later…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s