Resenha – Antje Duvekot em “The near demise of the higher wire dancer”

Hey Kids!

Continuando os posts de um ano do “About Headlines”, hoje falaremos de algo mais suave e calmo. Claro, o vocal é feminino. A delicadeza do folk feito por Antje Duvekot só pode ser trazida por mulheres. Melancólico, calmo e com ares saudosistas, o cd “The near demise of the higher wire dancer” foi lançado no início desse ano e eu me vi atraída pelo som vindo do myspace da mulher. Vamos ao que interessa, ou seja, nossa resenha faixa-a-faixa.

“Vertigo” é a faixa inicial do cd, mostrando a calma característica do folk-pop. A voz de Duvekot, não muito grave, dá vontade de ficar olhando o por do sol na frente de uma casa de campo, com o violão no colo. Se “acolhedora” pudésse ser um atributo de uma música, certamente seria dessa. A faixa dois é “Ragdoll Princess & Junkyard Queens”, mais agitadinha do que a anterior, faz a linha daquele folk (ou country, pra alguns) que dá vontade de dirigir ou festejar. Devo fazer um comentário que espero não soar maldoso: Taylor Swift e cantoras do gênero, aprendam com a Antje a como melhorar suas músicas. A guitarra só utilizada para os solos deixou com um ar bem legal e a bateria bem rapidinha tirou aquele ar sonífero que alguns folks tem. A música 3 é “Long Way”, que volta com o violão dedilhado e uma gaita deliciosa. Temos de volta o saudosismo da primeira faixa, só que melhorado pelo toque especial da gaita (sou suspeita, adoro o som de gaita). Tem uma sonoridade mais tradicional, menos pop do que o visto nas anteriores. A trilha 4 é “Lighthouse”, começa com um piano, saindo daquela coisa típica do violão. É mais pop, trás a voz de Antje Duvekot um pouco mais aguda e menos melancólica que nas anteriores. Um violino aparece bem baixinho e a bateria vem bem de leve, só pra dar uma ritmada. Na verdade, essa obra vem sem violão, talvez isso de o ar mais pop. E chegamos ao meio do cd com “Dublin Boys”, que trás de volta o violão. Os backvocals aparecem mais e dão um toque especial, e a guitarra deixa ela com um ar mais de folk-rock ou country-rock.

A música 6 chama-se “The Bridge”, e novamente a bateria e o que creio ser um xilofone abrem a música, junto com um piano. O violão aparece dedilhado e baixo. Outra com ar mais pop, só que dessa vez a voz da mulher não aparece tão aguda. Romântica, seria legal dançar com alguém, apesar de parecer falar de uma separação. A sétima trilha é mais densa. “Scream” vem com uma cara de início dos anos noventa que me impressiona. Fazia tempo que eu não via um violão grave assim, com carinha de pop-rock. A levada é uma das menos folks até agora, talvez perdendo para “Lighthouse”. As duas poderiam, facilmente, entrar para a playlist da antena 1. A faixa oito é “Reasonland”, e volta com o jeitão folk/country. Só violão e vozes que alternam entre o grave e momentos agudos (principalmente no backvocal). A gaita parece fazer fundo na música. Por volta dos 2 minutos e meio aparece um violino e a bateria, sendo que a última aparece de leve, mas logo eles somem. “Coney Island” aparece na penúltima posição do cd. O arpejo dela é bem interessante pela troca de baixos que, apesar de básica, transmite uma sensação de calma e “fade out” pra música. Essa é realmente violão e voz, e apenas isso. E o álbum fecha com “Merry-Go-Round”, que tem um inicio batido e mais pop. Vem abusando do backvocal e pesando no jeito country, mas não de uma maneira ruim. O refrão é mais agitado e seria fácil transformar essa música em um hit. A gaita dela também é bem gostosa de ouvir, apesar de apagada.

Temos aqui um cd exemplo do que se fazer quando o folk se mescla ao pop e ao country. A voz de Duvekot, como eu disse, é delicada mas não transmite inocência ou ingenuidade. É bastante segura e agradável na verdade. A pena é que não temos o cd disponível para download.

MySpace – Antje Duvekot

“I know that things gotta change, it’s what they always do / Oh, but change has never been known to wait for you” (Dublin Boys – Antje Duvekot)

See ya later…

Um comentário sobre “Resenha – Antje Duvekot em “The near demise of the higher wire dancer”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s