Resenha – Voxtrot em “Voxtrot”

Olá Pessoal!

Antes de começar a resenha, devo avisá-los que essa é a última do ano com regularidade. Afinal, final de ano pra mim é sinônimo de ir pra MG, e lá não tenho acesso quase irrestrito ao pc como aqui. Ainda que eu poste alguma resenha, não será com “novidades”.

Esse post mesmo não é sobre nenhuma novidade. O cd do Voxtrot é datado de 2007, e foi lançado depois de três EPs bem falados. Descobri a banda por esses dias e, como dito no blog Porcaria Musical, como eu não ouvi falar deles antes?? Os meninos de Austin, no Texas, mandam bem demais. Mas vamos logo ao que interessa e fazer a resenha faixa-a-faixa (to amando fazer esse tipo de coisa).

O cd é aberto com a faixa de título mais criativo que já vi, afinal para abrir o cd nada melhor que a “Introduction”. Um violão, um vocal suave e o que creio ser um violino beeeem baixinho abrem a música. A guitarra e a bateria aparecem aos poucos, lá pelo primeiro minuto e meio de música. A idéia de progressão é interessante, e vai animando o espírito de quem ouve. A segunda música é “Kid Gloves” e mostra bem porque a banda é indie, seguindo a linha mais “mercadológica” desse estilo. Guitarras básicas, bateria ligeirinha, e não atoa alguns dizem lembrar The Smiths, a cara da música é bem anos 80 mesmo, exceto talvez porque não estou notando o baixo tão facilmente. A terceira música, “Ghost”, começa com um lindo piano e violinos super-fofos, com alguns sintetizadores ao fundo quase imperceptíveis. A música segue no melhor estilo piano e bateria, com os instrumentos voltando todos primeiro no refrão. E percebo agora que eles amam a combinação piano e bateria mais que o Keane. Isso porque a quarta música, “Stephen”, começa com essa combinação e segue com a união de um violino. Curioso notar a ausência de guitarra por toda a música. “Firecracker” começa com guitarra e bateria arrasando, e só agora notei o baixo, que faz a estrofe junto com a bateria. A guitarra aparece com um riffzinho ou outro, até se fortalecer para o refrão. E depois esse ciclo volta a acontecer.

Estamos na metade do cd, com a agitada “Brother in Conflict”, com o melhor ar dançante e sintetizadores ao fundo. Guitarras fortes e bateria bem marcada fazem a música uma boa pedida para pistas indies (adoraria ouvir isso na DJ Club), além do violino dando o ar da graça em certas partes, e o baixo junto com o violino e a bateria lá pelos 3 minutos de música. “Easy”  lembra muuuuito vagamente Franz Ferdinand, mas logo essa semelhança vaga some. A guitarra e a bateria permanecem, a primeira com riffs e a segunda com marcações simples e exatas, e o piano aparece pontuadamente. Um violão super suave começa “Future Pt. 1”, com teclado com efeitos tranquilos e a bateria bem caminha. A guitarra também baixa mostra que a música é calminha, perfeita para um barzinho, e só agora notei uns ares de metais. E com o melhor ar de trilha sonora do Pulp Fiction, “Every day” evoca os ares de música antiga e o respira com dignidade. O violino superando a base da guitarra, que é apagada até pela bateria, forma uma música diferenciada do que ouvimos normalmente. O piano triste introduz “Real life Version” (talvez por isso seja triste). O violino surge por volta dos 1,5 minutos. A música se anima um pouco depois da metade, mas se mantem melancólica.

E o cd encerra com “Blood red blood”, que tem uma introdução que me lembra Maxïmo Park. O indie pop mais tradicional encontra a banda nessa faixa, e ela faz as vezes de unir a esse estilo o violino quase que clássico. Ficou uma beeeela combinação.

Por fim, deixo aqui o myspace (sem downloads) da banda. Lá tem duas músicas do álbum e o resto é de EPs, pelo que pude constatar.

MySpace – Voxtrot

“But I am here, I am here in the center of myself / And do you still think about me? / Yes I am here, waging battle with this version of myself / I right my wrongs and think how things used to be, yes I do” (Easy – Voxtrot)

See ya later

Feliz Natal e ótimo 2009.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s