Resenha – The Dresden Dolls em “No, Virginia”

Hey people!!

Vamos continuar com a atualização do blog. Agora, uma banda bem interessante que começou em 2000 e se descreve como Cabaret punk brechtiano, seja lá o que isso for. Só sei que acho o som deles ótimo e vim aqui recomendá-lo.

A banda, ou melhor, a dupla “The Dresden Dolls” apostaram do jeito certo num estilo que o Panic at the disco tentou imitar. A questão do uso do piano, as roupas antigas, a maquiagem. Tudo isso foi colocado na quantia certa no caso do Dresden. Eu adoraria ir num “dark cabaret” que tocásse o som deles. A nota de nostalgia “animada”, como um bufão contando uma história para os ricos entediados, é tocante. Não tocante do tipo “oh meu deus, vou cortar os pulsos”, mas sim de mexer com a gente a ponto de aprendermos a rir quando nem tudo são flores.

Não sei com quem compará-los, por isso pouparei meus dedos e irei logo para as recomendações de música. Adoro “Night Reconnaissance”, “Lonesome Organist Rapes Page Turner” e “Dear Jenny”.

MySpace – The Dresden Dolls

“So silently I sat and turned the pages / Recalculating our respective ages / Over my shoulder, he muttered, “If I get any older / You can hack my wrists off with your choice of objects / No, I’m kidding” (Lonesome Organist Rapes Page Turner – The Dresden Dolls)

See ya later…

Um comentário sobre “Resenha – The Dresden Dolls em “No, Virginia”

  1. Oh my…você conhece the dresden dolls? *———*~
    Cara, eles são muito bons, mesmo!!

    Enfim, apareci aqui do nada, nem ligue…muito. ._.~

    bai.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s